My Image
My Image

Por uma cidade verde sustentável

Projeto Museu Caranguejo Vivo

O Projeto Museu Caranguejo Vivo iniciou suas atividades em julho de 2017 e trata-se do estudo da bioecologia e o monitoramento do caranguejo – uçá (ucides cordatus) e do guaiamum (cardisoma guanhumi) numa perspectiva de preservação dos estoques naturais e de sua fauna associada nos manguezais do município do Ipojuca – Pernambuco, Brasil.


É um centro de pesquisa “in natura” onde é possível conhecer, a biologia e ecologia das espécies estuarinas, sem que haja a interação do indivíduo com os animais.


A visitação ao museu caranguejo vivo ocorre de forma sustentável com foco técnico – científico numa perspectiva educativa e cultural, proporcionando aos seus visitantes conhecimento das diversas formas de vidas estuarinas. Nesse centro de pesquisa é possível visualizar as biointerações entre as espécies locais.​​​​​​​


O Projeto Museu Caranguejo Vivo acontece no município do Ipojuca nas  seguintes áreas:

> Manguezal e estuário da Camboa;

> Maracaípe;

> Comunidade do Jiquí (Nossa senhora do Ó);

> Manguezal de Porto de galinhas;

> Serrambi.


Objetivo Geral:

Contribuir para a preservação, recuperação e manutenção dos estoques naturais da espécie Ucides cordatus e Cardisoma guanhumi e sua fauna associada nas áreas de mangue e estuários no município do Ipojuca – Pernambuco, Brasil, além de atividades de reflorestamento do mangue e promover educação ambiental e cultural.  

O Projeto Museu Caranguejo Vivo conta com importantes parceiros:

> Prefeitura Municipal do Ipojuca;

> Associação dos jangadeiros do Pontal de Maracaípe - AJPM;

> ICMBIO / CEPENE – PE;

> RENAMAN;

> Villa Forall (Porto de Galinhas).

My Image
My Image

Conheça o projeto, visite o site: 

Caranguejo Uçá

Caranguejo

Guaiamum